Ao Leitor

Apresentamos ao público a terceira edição da Revista Piauiense de História Social e do Trabalho (RPHST), ano em que completa três anos de existência, com publicações semestrais e trabalhos de todas as partes do país. Para nós, tal fato demonstra que em 2015, ao iniciarmos este projeto, demos um passo modesto, porém significativo no incentivo da produção acadêmica voltada aos Mundos do Trabalho e à História Social no Piauí. Não podemos deixar de agradecer imensamente aos colaboradores desta, das passadas e das futuras edições de nossa Revista.  
O ano de 2017 é emblemático para nós, pois marca cronologicamente o Centenário da Revolução Russa, onde as esperanças e as forças de trabalhadores e trabalhadoras mostraram ao mundo o poder organizativo e vitalidade do povo.
Nem tudo, porém, é comemoração; no Brasil, as medidas dos governos Federal e Estadual apontam para um aprofundamento das políticas neoliberais que precarizam cada vez mais as relações de trabalho, retirando direitos historicamente conquistados e alterando as já frágeis legislações trabalhistas, como a previdência social, e investimentos para saúde, educação, transporte e cultura. 
Essas medidas, propagandeadas por quase todos os meios de comunicação, não visam “salvar a economia do país” como prometem. Tem por objetivo aumentar o lucro de patrões e patroas, reduzindo as articulações de solidariedade dos/as trabalhadores/as, quer através de restrições ao direito de greve e aumento da carga horária de trabalho diário, ou pela intensificação da repressão contra os movimentos sociais.
Como pesquisadores, não abandonamos a tarefa de debater academicamente as experiências geradas a partir das relações dos/as trabalhadores/as. Seguiremos assim, dentro de nossas possibilidades, colaborando com a ampliação dos estudos que nossa Revista tem o orgulho de divulgar. Desejamos enfim uma boa leitura a todos/as!

Atenciosamente,

Comissão de Organização e Edição da 
Revista Piauiense de História Social e do Trabalho - RPHST